/Blog Ipanema

Dica Ipanema #05: A manutenção correta em seus óculos

Publicado em 19 de junho de 2018

Você já parou para notar o quanto nós nos cuidamos diariamente? Usamos produtos e cremes de todos os tipos e finalidades, desde produtos de higiene pessoal, até cremes hidratantes (mãos, pele, rosto, cabelo) até cremes antirrugas, frequentamos cabelereiros, barbearias, manicures, depiladores, massagistas, entre outros.

Isso tudo faz parte de nossa rotina diária, mas você já parou para pensar em quanto nós cuidamos de nossos olhos? E isso não se limita a comer cenoura como nossos pais sempre disseram ou como dissemos em nosso post sobre luz azul o uso de lentes especiais com filtros ou mesmo óculos solares para nos proteger de raios UV, mais especificamente, você já parou para notar se você está cuidando de seus óculos corretamente?

Nossos óculos merecem a mesma atenção e cuidados que o nosso próprio corpo?

Muitas vezes nós nem paramos para pensar neles não é mesmo? Afinal eles ficam o dia todo colados em nossos rostos e muitas vezes apenas nos lembramos, quando estão nos incomodando, seja ao embaçar com o vapor de um chá quente, ao cair suor nas lentes em uma atividade física intensa ou mesmo por estar escorregando de nossos rostos, claro que se você leu nossos posts anteriores já deve saber que esses incômodos são facilmente contornados com a escolha correta do tamanho e tipo de óculos, com tratamentos específicos aplicados as lentes e tudo isso torna nosso convívio com os óculos mais fáceis e até mesmo os tornando ainda mais imperceptíveis.

Porém nós acabamos esquecendo que os óculos são imprescindíveis em nosso dia-a-dia, afinal não apenas é através deles que corrigimos deficiências visuais, como eles são nossa primeira linha de defesa e proteção dos olhos, assim da mesma forma que nós cuidamos de nosso corpo, os óculos são uma extensão de nós mesmos, e assim merecem a mesma atenção e cuidados que todo o resto, assim garantindo nossa qualidade de vida.

Pensando nisso nós das Óticas Ipanema preparamos 5 isso mesmo CINCO dicas dentro dessa DICA IPANEMA, muito simples, rápidas, fáceis e gratuitas (e algumas bem baratinhas) para prolongar a vida útil de seus óculos e consequentemente o seu conforto.

 

Foto: Freepik

Dica 1: Armazenamento
Com toda tecnologia e informações visuais que recebemos diariamente seja através de TVs, Computadores, Tablets, Smartphones, hoje as informações visuais são nossa grande fonte de informações recebidas, essas tecnologias a pesar da comodidade trazem para nós alguns efeitos colaterais como a redução da quantidade de vezes nas quais piscamos nossos olhos (o ato de piscar serve para lubrificar nossos olhos) ou mesmo a tal da luz azul da qual já falamos (aqui), assim ao fim do dia estamos com nossa vista “cansada” e apenas queremos tirar nossos óculos e dar um tempinho de olhos fechados. Assim seja por um rápido cochilo, para lavar o rosto ou mesmo quando vamos dormir, aonde vocês colocam seus óculos quando não os estão usando?
Quando seus óculos não estiverem em uso, procure mantê-los no estojo para a proteção, pois até mesmo as melhores armações, lentes e tratamentos são delicados, dessa forma você os protege daquele esbarrão acidental e os derrubando ao tentar desligar o despertador do criado mudo ou amassa-los colocando algo sobre os óculos e mesmo quem tem bichinhos de estimação podem acabar com seus óculos acidentalmente “pisoteados” ou derrubados por nossos queridos amiguinhos não é mesmo? Então tente sempre colocar os óculos em um estojo ou capa protetora. No começo vai parecer algo metódico ou trabalhoso, contudo com o tempo acabará se tornando algo natural.

Foto: Freepik

Dica 2: Óculos não é tiara!
Uma cena muito comum é vermos pessoas com óculos de sol ou mesmo óculos de grau sobre a cabeça como se fossem tiaras, seja por praticidade de não ter de carregar os óculos na mão ou guarda-los. Porém ao fazer isso, você está forçando sua armação o que pode entortar sua armação e causando o desgaste do material da armação levando a trincas e fragilidade do material que podem ocasionar em quebra, não apenas isso, como a fragilização da armação pode prejudicar as lentes levando as temidas queda das lentes. Além disso, nós temos glândulas sebáceas através das quais nosso corpo elimina quantidades mínimas, porém constantes, de gordura que formam junto com o suor, uma película oleosa que cobre e manutenção, limpeza e proteção da nossa pele e o nosso couro cabeludo não é exceção e por isso temos pessoas com diversos tipos de cabelo, pois os fios de cabelo são envoltos nessa camada protetora, que ao colocarmos os óculos na cabeça, são transferidas as lentes de nossos óculos a engordurando. Assim evite esse habito que muitas vezes, nós fazemos de forma automática.

Foto: Freepik

Dica 3: Óculos x Calor
Mesmo em uma temperatura amena de 20ºC do lado de fora, dentro de um carro exposto ao sol, do lado de dentro a temperatura pode chegar aos 50ºC, em um dia quente essa temperatura pode chegar aos 70ºC, muitas vezes nós “guardamos” nosso óculos em nosso carro ou em ambientes quentes e isso é uma notícia péssima, para os óculos. Ambientes de calor intenso ou com mudanças bruscas de temperatura podem causar deformação na armação, danificar tratamentos das lentes e mesmo causando danos estéticos como descascamentos. Assim lembre-se disso na próxima vez que estiver em um churrasco ou em algum passeio e decidir guardar os óculos no carro.

Foto: Freepik

Dica 4: Hora da limpeza
Sabemos que óculos pode se tornar um investimento bem alto, dependendo de todos os tratamentos, tecnologias e materiais que escolhemos por em nossos óculos e fazemos esse investimento com um único intuito, garantir a melhor visão possível não é mesmo? Porém de nada adianta investirmos em um produto excelente se a gente mantem ele sujo, engordurado ou com marcas. Assim vamos ensinar como fazer a limpeza dos óculos, um procedimento tão simples rápido e fácil quanto lavar nosso próprio rosto e olhos.

Para realizar a limpeza de nossos óculos precisaremos de apenas três itens: Detergente neutro, Papel Macio e água.
Primeiramente pingue uma gota de detergente neutro sobre cada lente, umedeça a mão e de forma delicada alise as lentes tanto internamente quanto externamente, enxague com água corrente e para finalizar, pegue aquele papel higiênico bem macio e apenas apalpe as lentes sem esfrega-las. Pronto seus óculos estão prontos para um novo dia.

Porém vocês podem questionar, minhas lentes sujaram e eu estou na rua e agora?!

Sem estresse! Você já ouviu falar de um produto chamado de “limpa lentes”? Eles são produtos líquidos ou lenços umedecidos específicos pra limpeza de lentes exatamente para esse tipo de situação, porém vale fazer algumas ressalvas sobre esse tipo de produto.

Primeiramente, compre produtos “limpa lente” de boa procedência, até mesmo algumas grifes e marcas de lentes possuem esse produto a venda e o motivo disso é que existem produtos de procedências não tão boas, muitas vezes importadas de sites de comercio de produtos diversos. Porém a pesar de seu preço atraente, na composição desses produtos, podem estar presentes componentes, que são agressivos as lentes ou tratamentos causando danos irreversíveis. Mesmo o produto de boa procedência é relativamente barato, pois duram bastante e você evita assim o “barato que sai caro”.
E outra coisa a considerar é lembrar-se de prestar atenção se existem detritos ou sujeira ou poeira sobre as lentes antes de aplicar o produto e esfregar com flanela de microfibra, pois se não você pode acabar causando danos e riscos através do atrito dessas sujeiras contra as lentes.

Foto: Óticas Ipanema Unidade Cambuí (Campinas/SP)

Dica 5: Manutenção periódica
Por último, mas não menos importante, a manutenção periódica é de vital importância, para aumentar a vida útil de seus óculos, dessa forma faça uma visita periodicamente a uma ótica para ajuste e manutenção dos seus preciosos óculos, as Óticas Ipanema prezam por essa manutenção onde as trocas de plaquetas simples, ajustes, limpeza, não são cobrados, mesmo que seus óculos tenham sido adquiridos em outro estabelecimento, então se você estiver passando por uma de nossas unidades, de uma passadinha e garanta que seus óculos estão em ordem, não custa nada! Literalmente! Por hoje é isso, espero que tenham gostado de nossa dica e se gostaram, sigam nossas redes sociais Facebook e Instagram para ficar atualizado de nossas postagens e também todas novidades e promoções das Óticas Ipanema.

 

Dica Ipanema #04: O que é o Daltonismo?

Publicado em 21 de maio de 2018


Lembra que em nosso último post sobre luz azul, no qual nós citamos uma doença chamada Daltonismo? Então, hoje falaremos sobre essa doença que afeta mais de 180 milhões de pessoas no mundo todo.

Mas o que é o Daltonismo?

Como alguns já devem saber, o daltonismo é uma doença que tem a ver com a percepção de cores. Existem diversos tipos de daltonismo e erroneamente algumas pessoas afirmam que são graus diferentes, porém o que ocorre é a ausência de diferentes tipos de cones receptores em nossa retina e por isso em alguns casos pode ocorrer a não percepção de certas cores, a não percepção de outras cores e mesmo de todas as cores.

O teste de cores de Ishihara é um teste para detecção do daltonismo criado pelo Dr. Shinobu Ishihara. Dependendo do monitor do computador, pessoas com visão normal enxergam o número "74". Muitos portadores do daltonismo enxergam na figura o número "21" e indivíduos com cegueira das cores não enxergam nenhum número.

Fonte: Wikipedia

As cores que enxergamos

A luz chega a nossos olhos através do cristalino que a projeta em uma área no fundo do olho chamada retina, que possui diversas células sensíveis a luz, os cones (sensíveis a faixas do espectro de cores) e os bastonetes (células sensíveis a luminosidade), os cones são divididos em três tipos de cones, cada um deles é sensível a diferentes faixas de cores visíveis por nós humanos, essas faixas visíveis são a azul-violeta, verde e verde-amarelo, que são de forma mais simplificada, classificadas como Azul, Verde e Vermelha respectivamente.

Leia mais sobre espectro de cores visíveis em nosso post sobre luz azul

E é a projeção das cores recebidas por nossos cones e enviadas ao nosso cérebro, que forma as cores que enxergamos, uma vez que nosso cérebro se encarrega de processar a mistura das cores Vermelha, Verde e Azul de forma a gerar todas as cores que enxergamos (exceto os tons de cinza, o famoso “preto e branco”, pois esses ocorrem pela percepção de luminosidade de outro tipo de célula presente em nossa retina, os bastonetes).

E o que causa o daltonismo?

O daltonismo é causado por um gene recessivo, ligado ao cromossomo sexual X, a mutação que leva ao daltonismo atinge com mais frequência os homens uma vez que esses possuem apenas um cromossomo X, enquanto o daltonismo em mulheres é mais raro, pois as mulheres possuem dois cromossomos X, dessa forma mesmo que um deles seja defeituoso o outro compensa, porém o cromossomo defeituoso pode ser transmitido para as próximas gerações.

Porém o daltonismo não ocorre apenas por essa alteração genética, em casos raros o daltonismo pode ocorrer em decorrência de um trauma causado por um acidente ou tumores, lesões neurológicas ou deslocamento da retina.

Foto: FreePik

Tipos de Daltonismo

Conforme dito na abertura do post, erroneamente as vezes fala-se em níveis de daltonismo, porém o que de fato ocorre são diferentes tipos de daltonismo, como dissemos existem três tipos de cones, os responsáveis por receber as cores vermelhas, os responsáveis pelas cores azuis e os responsáveis pelas cores verdes, e assim dependendo da alteração na quantidade de cones ou mesmo ausência deles, a percepção das cores é afetada de diferentes formas.

Assim em termos gerais existem basicamente três formas do daltonismo se manifestar:

A deuteranopia, que é onde ocorre a diminuição ou ausência de cones verdes, na ausência deles a pessoa enxerga em tons de marrom;

Na protanopia , que é a diminuição ou ausência de cones vermelhos, na ausência deles a pessoa enxerga em tons de bege, marrom, verde ou cinza;

E a tritanopia, que é a diminuição ou ausência de cones azuis-amarelos e nesse caso essas cores adquirem tons rosados.

Existem também casos em que a pessoa apresenta diminuição ou ausência de mais de um tipo de cone e assim conseguem apenas distinguir uma cor, alteração na pigmentação dos cones que resultam em uma diminuição da sensibilidade dos respectivos cones, bem como a ausência de cones o que resulta em ver tudo em preto e branco (porém esse caso é extremamente raro, chamado de visão acromática).

Reação de pessoas daltonicas usando lentes que corrigem as distorções de cores causadas pela doença.

Video: Youtube/EnCroma

E tem tratamento?

Quando a doença é resultado de um trauma ou algum outro fator que não a herança genética, ele pode regredir desde que haja o correto tratamento e a pessoa tenha uma reação positiva a essa.

Porém mesmo para quem é daltônico em decorrência de fatores genéticos existe uma forma paliativa de contornar a doença através do uso de lentes corretivas especiais, porém esse apenas funciona para pessoas com redução na quantidade de cones, dessa forma em casos de total ausência de cones de um tipo, os óculos podem não funcionar, ainda assim o criador acredita que os óculos são validos para 80% dos casos de daltonismo.

Mas como esses óculos mágicos funcionam? As lentes desses óculos são revestidas com um material capaz de filtrar as ondas de luz que podem ser enxergadas erroneamente, bloqueando os comprimentos de onda em que há sobreposição, isto é, que podem alterar a percepção das cores.